PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


El origen de la igualdad en el derecho e la moral



O autor trata os termos "justiça" e " simetria" como sinônimos. A simetria é apresentada como uma alternativa ao poder, i.e., como o anti-poder. Este anti-poder se baseia no conceito de igualdade. Em um mundo de igualdade todos decidem juntos ? não há autoridades. Todos os membros da sociedade têm voz dentro do processo decisório da ação social. Toda e qualquer distinção é meramente compensatória: na medida em que a compensação restitui a igualdade.
Dentro do problema da legitimidade do governo o anti-poder se faz valer através da vigência dos direitos humanos, porque " el igualitarismo consiste en la convicción de que en un Estado legítimo todos los ciudadanos tienen iguales derechos fundamentales". Destarte, a relação entre as pessoas torna-se simétrica. Porém, às vezes a igualdade é negada a alguém: daí, se passa a compensação. Por exemplo, alguém que se esforça mais que os demais, certamente, merece ganhar uma porção maior dos frutos da consecução ? assim, a simetria é restabelecida. Por isso, o autoritarismo se vê anulado.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- O Credo Da Liberdade
- O Conceito De Democracia Indireta
- Afrocidadanização
- O Princípio Da Igualdade No Novo Código Civil
- O Contrato Social
- Soberania
- A Questão Do Preconceito & Da Discriminação No Brasil

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online