PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


Recursos, são oportunos, não os despreze



Recursos, também surgem de oportunidades
inesperadas. É mister que estejamos atentos a todas as oportunidades
que nos são ofertadas. Às vezes descobrimo-las, em nós mesmos, em nosso
próximo, no meio ambiente, em tudo e em toda parte. Importa que
estejamos mui atentos para não perdê-las. Partindo dessa premissa, e
vejamos alguns princípios ensinados pelas ciências econômicas,
basicamente, princípios de economia política, você pode verificar que a
humanidade vive sempre em busca de atender as suas necessidades, e,
principalmente, aquelas chamadas, necessidades primárias ou básicas, as
quais são muito conhecidas: alimentação, vestuário, habitação, higiene,
transporte, saúde e consequentemente, trabalho, para gerar o
instrumento de troca: o dinheiro, que proporciona a aquisição de todos
esses recursos listados, os quais são úteis para atender essas nossas
necessidades básicas. Assim como existem as necessidades básicas,
existem, também, as necessidades secundárias e terciárias.

Mas, basicamente, as ciências econômicas chamam a nossa atenção para a
palavra "Recursos". Já vimos que não é apenas dinheiro, porém, tudo
aquilo, que é útil para atender as necessidades do ser humano. O
dinheiro passou a assumir a liderança, dentre os recursos, dado o seu
poder de troca.

Pensemos em termos de exercício sobre esse assunto. Às vezes um simples
parafuso pode ter um poder maior do que o dinheiro, haja vista a
utilidade, no momento da necessidade de sua aplicação, o poder que ele
possa ter para atender uma necessidade humana. E assim, uma caixa de
fósforo, um palito, um remédio, uma pessoa, um profissional, um piloto,
um médico, um operário, um ser humano de qualquer categoria e, por
outro lado, uma coisa qualquer ou mesmo um objeto x, poderá, em
determinado lugar ou momento, ser de uma utilidade ímpar, para atender
a uma dterminada necessidade humana.

Portanto, tudo tem sua utilidade e valor. Nada, nem ninguém deixa de
ter, de acordo com as necessidades da humanidade, o seu devido valor.
Em tese, devemos valorizar a tudo e a todos. É a justiça divina.

Não perca, portanto, as oportunidades de Recursos que chegam às suas mãos.
Tenha um bom dia.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Consumo - Noção E Tipos
- Marx - Carater Fetichista Da Mercadoria - Transformação Do Dinheiro Em Capital
- O Direito Ambiental E O PrincÍpio Do Desenvolvimento SustentÁvel
- Classificação Dos Serviços Públicos
- Dinheiro
- Resumo Sobre Politica MonetÁria - Parte Ii
- Você Se Considera Um Verdadeiro Cidadão?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online