PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


ORTEGA Y GASSET - uma crítica da razão pedagógica



Por considerar relevante e imprescindível a formação filosófica dos educadores em geral no que se refere à produção do conhecimento, aos fundamentos necessários para sua ação educativa e, principalmente, para a construção da própria imagem da existência humana, o autor vai buscar em Ortega y Gasset a contribuição necessária para que possa encontrar o sentido verdadeiro do que deve ser considerado como ?educação?. O ideário pedagógico deve ser voltado para a democracia, cidadania e pluralidade cultural devido à nova dimensão que tomou a vida humana neste novo milênio e ?educar? significa estabelecer relações entre a vida pessoal e o meio político, social e cultural onde o indivíduo se desenvolve, sendo que o ponto de partida e de chegada da educação deve ser, essencialmente, a vida psíquica do indivíduo, conjugada com o ambiente cultural, para que possa vir a ocorrer a humanização do ensino. Acredita Ortega que uma nova Filosofia da Vida necessita surgir e que a missão da renovação filosófica deveria ser voltada para o combate ao ?subjetivismo anárquico? e à ?sensualidade vulgar?. Daí a importância que deu ao ?ensino significativo?, considerado por ele como ?Pedagogia Social?, com reformas de pensamento e de caráter, que seja conduzida pela razão, base orgânica da existência e consciência humanas, razão esta, que nunca é absoluta, pois responde às necessidades vitais da percepção que cada sujeito tem de si, bem como de sua origem que é ligada às circunstâncias sociais e culturais específicas. Todo ser humano é, na realidade, uma projeção que necessita ser revista constantemente, em sua ?peregrinação do ser? e, viver, significa tornar-se ?prisioneiro de um conjunto de fatos?, constituídos pelo meio onde se desenvolve e lhe dá oportunidade de ação e reação: ?eu sou eu e a minha circunstância?. No entanto, ao interpretar o ser humano atual, deparou-se com o fenômeno do ser humano-massa e, a partir daí, dedicou-se à dissecção desse novo ser e do processo de socialização da vida. Nesse novo processo de viver, baseado na racionalização, o indivíduo perdeu sua intimidade, incorporando para si modos de vida do tipo coletivo, desprendendo-se do que lhe é pessoal e tomando para si e para sua existência, idéias ?standartizadas?, baseadas no materialismo. Ao perder a consciência de dignidade e sendo dirigido pelo coletivismo, tornou-se um ser medíocre, só se sentindo à vontade quando se identifica com os demais. Trata-se de uma geração que foi esvaziada de sua história, sem passado e carente de seu próprio eu e de seu destino; regido pelo ?desejo? tornou-se egocêntrico, acreditando que tem direitos, mas nenhuma obrigação. Denota-se também uma escassez de minorias dirigentes com exemplaridade moral suficiente para poder conduzir a sociedade, sendo elas formadas por seres humanos-massa indisciplinados, que se julgam capazes de decidir por todos. Como decorrência, triunfa uma ?hiperdemocracia?, em que a massa atua desprezando a lei e agindo apenas devido às pressões materiais. Envolvido e submerso em todo esse caos, encontra-se o processo educacional, o qual, se abordado do ponto de vista filosófico e cultural, deve sempre ser considerado como o fio condutor que nos leva a questionar as fragilidades que a educação padece na sociedade atual, devido às distorções da realidade vivenciadas pelas massas, que padece da total ausência de moralidade. Faz-se necessário o desenvolvimento de uma ?doutrina educacional sobre a vida humana? que esclareça a problemática da subversão do ser humano-massa às minorias dirigentes, demonstrando também a incapacidade dessas minorias de assumir, em sua plenitude, um papel histórico no processo educacional, já que virtudes como a ?austeridade dos governantes como norma de vida?, desapego ao poder como forma de enriquecimento econômico, etc., foram extintas pelos governantes atuais. Diante de tais constatações, uma nova educação deverá se sustentar em ?atos, gestos, atitudes a partir das minorias exemplares que precisam renascer?, devendo a Pedagogia Social tornar-se a ciência e a técnica que terá como incumbência transformar a sociedade e a política, voltando-as para a formação do indivíduo socializado, interativo com os demais membros da comunidade. Interessa, pois, identificar como, através da educação poderia o indivíduo adquirir novas posturas, orientados por professores e dirigentes educacionais, que o conduzam à ?curiosidade?, elemento básico para a mudança, já que, como afirma o autor, nenhum professor tem o direito de se acomodar, tornando a ação pedagógica um eterno marasmo. Para tanto, os professores devem ser formados e preparados de forma tal que se identifiquem com as humanidades, prontos para participar desta ou aquela mudança, selecionando os agentes da mídia que vêm atrofiando a ação formativa da escola e entendendo que a criança é apenas uma unidade em desenvolvimento, um ?eu? que quase nada sabe sobre si, cientes de que a circunstância de cada criança é aquela que permite que ela se expanda e se aproxime do mundo. Sem conhecer a criança, é impossível criar uma escola que lhe seja conveniente, tanto em seus planos, como em seus programas de estudos mais apropriados. Se tudo isto não for levado em consideração, tem-se apenas um professor que ?ensinou mecanismos, imprimiu estereótipos?, sem a devida e cuidadosa atenção que cada criança representa e significa. Por isso, a técnica pedagógica deverá sempre estimular o aluno a aprender a confiar em si, a ser otimista, fazendo com que se torne um ser com capacidade de melhorar a si mesmo e ao mundo onde está inserido.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Sete Lições Sobre Educação De Adultos
- Sete Lições Sobre Educação De Adultos
- A Busca Do Sentido Na Formação Humana: Tarefa Da Filosofia Da Educação
- Direitos Humanos, ViolÊncia E Cotidiano Escolar
- Edgar Morin - Valorizando Algumas De Suas Reflexões
- Processo Educacional
- A Formação Da Cidadania Em Uma Sociedade Da Informação

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online