PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


O pensamento lógico estrutura-se a partir de fenómenos




No mito não há fenómenos, mas a própria natureza que nos é dada e que o mito acredita ser a única realidade. Ex: A realidade é aquela que nós vemos. O mito não problematiza que a realidade poderá ser outra coisa.

Para o pensamento lógico uma coisa é a realidade em si (essência, substancia, ser) e a maneira como a realidade nos aparece, como é percebida. O acto de perceber, ter percepção não coincide com a essência da coisa.

O modo como a realidade nos aparece chama-se fenómeno. Neste contexto os conceitos são produzidos a partir de fenómenos pretendendo, atingir e representar a essência das coisas. Mas não temos certeza alguma que os conceitos digam, representam a coisa em si. O conceito é uma aproximação da coisa em si. Portanto, o conhecimento há-de ser visto como relativo e não absoluto. E é a sua relatividade que o faz progredir. Essa relatividade permite que cada equacione a realidade em novos termos, produza novos conceitos que poderão explicar de forma mais clara a realidade. No mito não há conceitos neste sentido. Mas há uma conceptualização enquanto se traduz um modo de vida e uma visão geral do cosmos.




Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Pensamento Mítico E Pensamento Lógico
- Mito E História
- Conversando Sobre ética E Sociedade - Versão 4
- Lógica Do Sentido
- Eu
- RevoluÇÃo Social ? O Mito Da
- Ética (livro I E Ii)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online