PUBLICIDADE

Página Principal : História


A Autoridade Absoluta do Senhor de Engenho



O senhor de engenho era a figura central do seu grupo familiar. Determinava as funções que cada grupo da casa-grande devia desempenhar.

A esposa do senhor de engenho era totalmente submissa ao marido. Viva para ter filhos, fazer doces, cozinhar e bordar. Sua vida social limitava-se a ir à igreja e a conversar com escravas.

Os filhos homens costumavam passar uns tempos em casas de amigos ou parentes que lhes pudessem transmitir alguns ensinamentos fundamentais. O filho mais velho era orientado para suceder o pai na chefia do engenho. Dentre os demais filhos, um geralmente se tornava padre, outro se formava em Direito pela Universidade de Coimbra em Portugal. O advogado ajudava a transformar em poder político o prestigio da família.

Nessa época, era comum o casamento de moçinhas de quinze anos com homens de cinqüenta e até mais idade. Os namoros e casamentos precisavam da autorização do pai.

Havia casos de escravas que delatavam namoros e encontros das sinhás-moças (filhas) ou sinhás-donas (esposas). Por vezes, essas histórias levavam o senhor a ordenar o assassinato da esposa ou de uma filha.




Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- A Organização Da Sociedade Colonial No Brasil
- Limbo
- 32 Maneiras De Se Escrever A Palavra Deus
- Capitanias Hereditárias : Começa A Administração Do Brasil Colonial
- Deuses Greco - Romanos
- A Queda Da Bastilha
- Naturistas Europeus Viajarão Nus Para Congresso No Brasil

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online