PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


Ensaio sobre o Entendimento Humano





Hume ? Ensaio Sobre o Entendimento Humano ? Parte I e II -



Para Hume ser o homem racional, amante das ciências e do conhecimento não exclui sua característica de sociabilidade. Denomina filosofia abstrusa aquela preocupada com erudição, mais distanciada da ação e com exagerada abstração às vezes. É mais propensa a erros que a filosofia simples e acessível do homem voltado para a ação, afecções, desejos, escolhas, e valores.



Da origem das Idéias.


Hume diferencia percepções e a memória e pensamentos sobre elas.


As impressões são percepções mais vívidas da mente em que os sentidos captam percepção vinda do exterior ? sensações.


Pode haver movimento vindo do interior (sentimentos) e impelindo para algo externo.


Os pensamentos ou idéias constituem um grupo separado de produções da mente. Sãoimpressões mais fracas que as percepções e originárias delas.


Há uma separação entre os dois tipos de produção mental que se dá por gradação de força e vivacidade: as impressões são mais vívidas que as idéias.


Apesar da possibilidade de idéias abstratas e imaginação, para Hume todas as nossas idéias, ou percepções mais tênues, são cópias de nossas impressões, ou percepções mais vívidas.


Sobre associação de tais idéias e origem das idéias complexas os argumentos propostos por Hume são:


a) Todas as idéias provêm inteiramente de noções de impressões anteriormente vividas. Inclusive a idéia de Deus como ser de infinita inteligência e bondade que resulta de associação e maximização de impressões de inteligência e bondade construídas através da experiência.


b) Há uma incapacidade de vivenciar um tipo de impressão ? sensorialmente ou sensitivamente ? quando são incapazes de produzir idéia relacionada ou decorrentes dela. O exemplo dado é o do deficiente visual e a idéia de cor.


De idéias puras ou inconsistentes concebemos produção pura sem impressão relacionada. Mas elas dependem de idéias que dependem de impressão.


Para Hume esta é uma verdade para a qual não há contradição.







Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Caboclinho (folclore Brasileiro 7)
- Nossa Pátria
- Dinâmicas Para Momentos De Encontros
- Cavaleiro De SÃo Jorge (folclore Brasileiro 8)
- Júlio Dinis
- Marujo (folclore Brasileiro 6)
- Ler

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online