PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


Filosofia - O Pensamento



Na Antiguidade, dizia-se que ?O pensamento é o passeio da alma?, pois este era considerado uma atividade na qual saímos de nós mesmos sem sairmos de nosso interior. Em nosso cotidiano, usamos as palavras pensar e pensamento em sentidos variados, podendo se constituir em uma atividade solitária, invisível para nós e que precisa ser proferida para ser compartilhada, ou também se traduzir em sinais corporais e visíveis.

Há várias maneiras de se interpretar o pensar, que pode ser visto como preocupação, cisma ou dúvida; pode ser sinônimo de deliberação e de decisão, como algo que resulta numa ação; pode se referir a algo que se pode ou não querer, algo voluntário e deliberado, uma forma de atenção e concentração; pode representar uma determinada idéia que, definindo algum assunto, foi publicamente anunciada; ou pode ainda, conforme mencionado por Descartes na frase ?Penso, logo existo?, indicar a própria essência da natureza humana. Podemos inclusive supor que há bons e maus pensamentos.

Nos dicionários, são dados vários sentidos às palavras pensar e pensamento. Pensar significa: 1.aplicar a atividade do espírito aos elementos fornecidos pelo conhecimento; formar e combinar idéias; julgar, refletir, raciocinar, especular; 2.exercer a inteligência; meditar, ver; 3.exercer o espírito ou a atividade consciente de uma maneira global:sentir, querer, refletir; 4.ter uma opinião, uma convicção; 5.supor, presumir, crer, admitir, suspeitar, achar; 6.esperar, tencionar; 7.preocupar-se; 8.avaliar; 9.cismar. Pensamento significa: 1.o ato de refletir, meditar ou pensar, ou o processo mental que se concentra em idéias; 2.atividade de conhecimento ou tendo por objeto o conhecimento; 3.consciência, mente, espírito, entendimento, intelecto, razão; 4.poder de formular idéias e conceitos; 5.faculdade de pensar logicamente, raciocínio, ponto de vista, formulação de um juízo; 6.aquilo que é pensado ou o resultado do ato de pensar; idéia, ponto de vista, opinião, juízo; 7.fantasia, sonho, devaneio, lembrança, recordação, cuidado, preocupação, expectativa; 8.conjunto de idéias ou doutrina de um pensador, de uma sociedade, de um grupo, de uma coletividade.

Pensar é, portanto, suspender o julgamento até se formar uma idéia ou opinião, comparar os pontos de vista, avaliar, julgando seu valor e se essa idéia é verdadeira ou falsa, justa ou injusta, examiná-las, ponderando os pontos de vista para escolher um deles e equilibrar, encontrando um meio-termo entre extremos ou opiniões opostas.

Pensare deriva-se de pendere, e se caracteriza como uma atividade sobre idéias, opiniões juízos e pontos de vista já existentes, sendo por este motivo substituídos pelos verbos cogitare (significa considerar atentamente e meditar, colocar diante de si alguma coisa para considerá-la com atenção ou forçar alguma coisa a ficar diante de nós para ser examinada) e intelligere (significa escolher entre, reunir entre vários, apanhar, aprender, compreender, ler entre, ler dentro de) nos textos filosóficos antigos e modernos.

Reunindo os vários sentidos desses verbos, podemos chegar à conclusão de que o pensamento é uma atividade pela qual a consciência ou a inteligência coloca algo diante de si para atentamente considerar, avaliar, pesar, equilibrar, reunir, compreender, escolher, entender e ler por dentro, sendo desta forma possível explicar todos os sentidos existentes nos dicionários de língua portuguesa.

O pensamento, portanto, exprime nossa existência como seres racionais e capazes de conhecimento abstrato e intelectual, e manifesta sua própria capacidade para dar a si mesmo leis, normas, regras e princípios para alcançar a verdade de alguma coisa. Quando pensamos, pomos em movimento o que nos vem da percepção, da imaginação, da memória, compreendemos o sentido das palavras, encadeamos e articulamos significações, sendo algumas vindas de nossa experiência sensível, outras de nosso raciocínio e outras formadas pelas relações entre idéias anteriores.





Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- René Descartes: Dúvida Como Método E Certeza Como Busca
- Parmênides: Nasce A MetafÍsica E A LÓgica
- Kant E O Objetivo Da "crítica Da Razão Pura" (parte Ii)
- Eu
- Ética Na Mídia
- Cogito, Ergo Sum
- Terceira Meditação

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online