PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


A METAFÍSICA DO CRISTIANISMO



Orar é abrir-se para o infinito numa atitude permanente da consciência cósmica.O "Pai Nosso" em sua forma externa compreende uma invocação, três petições místicas, quatro petições éticas e uma afirmativa final.O autor nos dá essa decodificação revelando o seu lado místico.Vejamos: 1- Invocação  "Pai Nosso que estais nos Céus" Pai e Céu não são algo palpável nem imaginável, mas o próprio infinito e Eterno quando invade o homem na medida que ele é receptivo. É o reconhecimento da presença Divina Infinita. 2- As três petições místicas a) "Pai, Santificado seja o Teu Nome" tem o maior significado universal; fala da experiência cósmica. Cada palavra tem seu significado: "Teu Nome" é toda a magnífica expressão de poder, beleza, sabedoria, amor, felicidade que se expressa no mundo fenomênico. O Universo, seja material ou imaterial é o "nome de Deus, o sinal e o Símbolo de sua oculta essência e natureza". "Santificação" ou que "eu possa compreender Tua presença e atividade em todos os seres de Teu mundo"; c) "Pai, venha o Teu Reino" onde está esse Reino? - Está dentro de Vós; ele é uma realidade sempre presente; cada alma é a imagem e semelhança de Deus. Todas as almas estão no Caminho. Bondade ou santidade é amor que integra, unifica, reúne, promove a comunhão, a compreensão Universal. É este o Reino da petição. 3- "Pai, seja feita a Tua vontade assim na Terra como nos Céus"  a Natureza é uma festa de alegria celebrada num ambiente de semi-inconsciência. Os seres racionais (humanos) em geral cumprem a vontade divina de forma dolorosa, com sacrifícios e sofrimentos porque como indivíduo (egoísta) julgam poder encontrar a felicidade de acordo com sua vontade humana contra a vontade Divina. Esta petição é no sentido de colocar em sintonia a nossa vontade humana com a Divina. A seguir temos as quatro petições éticas:  1- "Pai, o Pão Nosso de cada dia nos dá hoje" - após uma análise linguística para conhecer o verdadeiro significado de "pão" assim traduzido, conclue que deve ter sido uma palavra substituta para a "epiousios", que seria "aquilo que é conforme a natureza humana - ou seja, que sejamos perfeitamente seres humanos completos e integrais... para sempre. 2- "Pai, perdoa-nos as nossas dívidas , assim como perdoamos aos nossos devedores" - ninguém pode receber mais do que dá, porque é o dar que cria o receber. Não se trata de bens materiais, mas do plano espiritual - se dou o meu saber, possuo-o em maior abundância do que antes.O perfeito altruísta é um doador universal.  O perdoar é desligar-se, ultrapassar o limite da ofensa/ofendido. É libertar-se, libertando o "devedor". 3- "Pai, não nos deixeis cair em tentação" - todos temos que passar por provas; faz parte da evolução humana para ampliação da consciência rumo à perfeição, vencer a estagnação superando os egoísmos. 4- "Mas livra-nos do mal" o mal no caso se refere a permanência no estado egóico de estagnação como ocorreu segundo a parábola dos dois talentos - não progrediu, por isso regrediu. Esse é o mal - cair na involução. Final AMÉM - é o misterioso mantra, ou "Aum" dos hindus.

No cap. final ("A Consciência da presença de Deus e seus efeitos") apresenta orientação para a Meditação ou oração silenciosa num colóquio ou comunhão com Deus. E no Apêndice temos o texto "Filosofia Univérsica", tendo como meta o Homem Univérsico integrando o ego mental ilusório no Eu espiritual verdadeiro.



Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- O Romance Divino
- Introdução Ao Ten Tao
- A Excelência Da Palavra De Deus
- Pilares Da Fé - Islamismo
- O Que é Ser Bruxa(o)?
- Debates Sobre O Matrimonio E Outros
- A Doutrina De Deus

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online