PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


A cultura estética



A cultura estética

Actualmente, a arte está disposta ao consumismo e à indústria, transfigurou-se para uma cultura de massas, deixando de pertencer exclusivamente às elites, onde todas as pessoas desenvolvem uma atitude artística, participando em actividades e procurando revelar os seus talentos em várias áreas (ex. música, pintura, fotografia, etc.).

?Enquanto a arte oficial é arrastada pelo processo de personalização e de democratização, a aspiração dos indivíduos à criação artística não pára paralelamente de crescer: o pós-modernismo não significa apenas o declínio vanguardista, mas simultaneamente a disseminação e multiplicação dos núcleos e vontades artísticas. Proliferação dos grupos de teatro amador, os grupos de música rock ou pop, paixão da fotografia e do vídeo, fascínio pela dança, pelas profissões artísticas e pelo artesanato, pelo estudo de certo instrumento, pela escrita; esta bulimia só tem par na dos desportos e viagens. Toda a gente tem mais ou menos vontade de expressão artística, entramos deveras na ordem personalizada da cultura.?

Gilles Lipovetsky, O Era do Vazio

Hoje em dia, encontra-se nas sociedades uma grande preocupação estética na cultura. A moda atingiu o seu auge, a imagem tornou-se um elemento importantíssimo. Toda a gente tem cuidado com a sua própria imagem, cultivam o corpo. Em Portugal, nunca foram editados tantos livros, nunca foi vendida tanta música.

Será esta dedicação meramente social, ou haverá gosto, fruição no seu íntimo pessoal? ? Temo, que esta preocupação seja meramente social, metade das pessoas que visitam uma exposição de arte, fazem-no para passar a imagem de alguém que apoia a cultura; por outro lado, há quem leia um livro para poder dizer que o leu. Hoje em dia, a questão do gosto pessoal, está ultrapassada, principalmente quando nos dirigimos à classe média-alta e alta.

Será que há uma sensibilidade estética na criação artística, actualmente? Aqui, podemos dividir em dois grupos. Aquele que utiliza a arte para fins lucrativos ou para aclamação social, ai podemos afirmar que não consegue haver sensibilidade estética. Mas, se por outro lado, ainda há uma porção de pessoas que fazem arte por prazer, por amor, não com segundas intenções, ai sim, ai afirmamos que existe sensibilidade estética.



Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Pós-modernismo, A Lógica Cultural Do Capitalismo Tarcio
- A Relação Entre A Arte E A Sociedade De Consumo
- A Beleza E Seus Sentidos
- Questões De Arte: O Belo, A Percepção Estética E O Fazer Artístico
- O Que é Literatura
- Pop Art
- Vida Monstrenca,contracultura En El Infierno Postmoderno

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online