PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


Lógica da Pesquisa Científica, A



The Logic of Scientific Discovery. (translation of Logik der Forschung). Hutchinson, London, 1959.

A Indução como Problema de Demarcação

Popper começou a problematizar a " falseabilidade" em debate com (contra) o Círculo de Viena, (Positivistas lógicos) com os quais Wittgenstein (o primeiro) estava envolvido.

Para Popper a grande questão que já remontava a Kant era acerca do que ele chamou de "Critério de Demarcação", ou de se encontrar uma forma para delimitar aquilo que merece o status de ciência.

A dificuldade para validar uma tradição como ciência é histórica, mas ficou dramática com o "problema da indução" levantado por Hume. Popper acaba por levar às últimas conseqüências as dificuldades epistemológicas oriundas da falta de validade lógica para a indução.

Toda a ciência empírica utiliza a indução como método de validação de seus paradigmas. Popper passa então a elaborar o que veio a ser chamado de "método dedutivo-nomológico", como forma de evitar o uso da indução como critério científico.

A ideia fundamental do método consiste em utilizar a falseabilidade como critério base para a construção do conhecimento. Para Popper os alicerces da ciência estariam postos sobre terreno pantanoso, onde nunca encontramos o fundo, novas hipóteses são lançadas sob a base para que o edifício permaneça.

As hipóteses devem ser avaliadas a partir de critérios convencionalistas, mas críticos e acima de tudo não indutivos, entretanto empíricos.

Apesar de o método dedutivo-nomológico não ter alcançado grande sucesso, as dúvidas levantadas por Popper acerca da validade dos demais métodos baseados na indução tem uma relevância única na História da Filosofia da Ciência. Se descartamos a indução como critério científico, muito pouco sobra do que hoje existe para ser chamado de Ciência.

Talvez o exemplo mais emblemático é a psicanálise. Todas as categorias freudianas e demais ferramentas psicanalíticas são frutos de indução empírica, se admitirmos, como Popper, que mesmo tendo visto um milhão de cisnes, todos brancos, não podemos induzir disto que todos os cisnes são brancos, também não poderíamos induzir o "complexo de Édipo", as "falhas topológicas" de Lacan e outras improbidades científicas da psicanálise e das demais ciências empíricas.



Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Metodologia Científica - Guia Para A Eficiência Nos Estudos
- Da Arte De Influenciar Pessoas
- Metodologia Científica - Guia Para A Eficiência Nos Estudos
- Ciência
- Discurso Do Método
- Critérios Que Distingue O Direito Natural Do Direito Positivo
- Ciência Política

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online