PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


Diadorim, RIOBALDO, ROSEBUD E NON; OU LÓGICA E ONTOLOGIA - PARTE III



III

O objetivo de Peirce ao formular A Máxima Pragmatista em 1877 é, através de um método lógico-filosófico, elucidar o sentido de nossos conceitos com objetivo de eliminar pseudoproblemas da metafísica fornecendo as bases do método para ser seguido nas ciências com o objetivo de determinar a verdade de uma proposição dada: ?o sentido de um conceito ou de uma proposição é dado por outra proposição que nada mais é que uma descrição geral de todos os fenômenos experimentais que o enunciado da proposição inicial prediz virtualmente?.
Outros pensadores de correntes neopositivistas chegam a reduzir toda a ciência, em última análise, a sua " linguagem":
A ciência é "uma linguagem bem feita" (Condillac); ?a filosofia nada mais seria do que uma análise lógica da linguagem científica? e ?os limites da linguagem significam os limites do mundo" (Wittgenstein); Vargas Lhosa contrapõe: "Uma ciência não se esgota na análise da linguagem?.

Peirce, a partir da leitura da Crítica da Razão Pura de Kant, transita, na busca de um novo realismo escolástico, entre as obras de Zenão, Okham, Scott, Descartes, Locke, Boole, Hegel, Cantor, Reid e Schöder. É nesse percurso, na releitura desses pensadores que Peirce legou importantes contribuições para o pensamento referente à lógica simbólica, metodologia científica e semiótica. Ele é considerado o criador do Pragmatismo, uma das correntes mais importantes surgidas na América do Norte. O texto compilado abaixo fornece elementos para compreender quais foram as contribuições da lógica para a semiótica, questão colocada no início deste escrito:

?Explicita o princípio pragmático, como sendo a forma através da qual o significado de algo é dado pelo conjunto de disposições para agir que tal coisa produz. Este significado só pode ser dado na relação com o homem, pois advém da experiência em relação ao mundo de ação humana. Para Peirce, o mundo está na condição de um devir constante, o que faz com que seu significado esteja sempre em modificação. A verdade está no futuro, o que possibilita pensar o seu pragmatismo como um empirismo. O conhecimento, para ele, é fruto de uma pesquisa que tem como ponto de partida a dúvida.

Esta última pode ser vivida como um momento de conflito, que possibilita ao final o estabelecimento de crenças, de hábitos de ação, que trariam novamente ao homem um estado de homeostase. Conhecer é descobrir o hábito do outro, ou seja, a sua conduta regular, para que a partir daí o homem possa planejar a própria conduta diante de algo. Mesmo assim, há sempre um momento em que a dúvida ressurge e com ela faz-se necessária a busca de novas crenças. Sendo assim, o que se tem a impressão de conhecer nunca está de fato acabado, e por isso Peirce considera que tudo o que sabemos, sabemos sobre aquilo que ainda não aconteceu.?

IV

Uma importante contribuição de Peirce para o desenvolvimento da linguística e da lógica inerente a esta, foi propor as partes fundamentais da semiótica:

1. A semântica, do grego semainô (significar) que estuda a relação entre o sinal e o objeto que ele significa. A semântica é o estudo das significações das palavras; os dicionários são repertórios dessas significações.
2. A sintática, do grego syntaktikós (que põe em ordem), estuda as relações estruturais, isto é, a concatenação dos sinais entre si, sejam eles palavras, símbolos, etc. Podemos falar em conexão ou concatenação gramatical, lógica e sistemática: a. conexão léxica ou gramatical entre palavras numa frase, por exemplo, "os homens morreu" é um erro de sintaxe; b. concatenação lógica, entre duas expressões dentro de um contexto e c. concatenação sistemática, dentro de um todo orgânico.
3. A pragmática do grego pragmatikós (relativo aos atos que se praticam ou se devem praticar) é a parte da semiótica que estuda a relação entre os sinais e as pessoas que os utilizam, o emissor e o receptor. A pragmática envolve as questões de comunicação entre emissores e receptores.

Ao considerar a problemática semântica nas obras Grande Sertão Veredas e a poesia Não Te Amo Mais estava abordando o signo em movimento (semiose), cuja dinâmica exibe uma irredutível relação entre signo, objeto e o efeito que o signo produz em um Interpretante.
Este escrito não tem o objetivo de dar conta de todas as questões decorrentes das problemáticas propostas sobre a universalidade do signo linguístico. O que foi aqui colocado deve ser entendido como ponto de partida que estimulará o leitor a conhecer a obra de Peirce.
Para compreender a dimensão ontológica brevemente aqui explicitada, sugiro ao leitor assistir aos filmes Cidadão Kane de Orson Wells onde terá um surpreendente encontro com Rosebud, e Non ou a Vã Glória de Mandar de Manoel de Oliveira.
Atentando que Non é palavra terrível, que transcende a si mesma, porque ela nega nos dois sentidos: para frente e para trás.


Nelson Pascarelli Filho

Consultor Científico-Educacional. Conferencista. Escritor da FTD. 16 livros didáticos publicados e adotados em todo Brasil. Professor Titular da SME/ SP. Professor da Universidade São Judas ? Cursos de Extensão. Professor do Colégio Dante Alighieri para turmas em recuperação. Diretor da Pascarelli Sciens, consultoria fundada em parceria com alunos intelectualmente superdotados. Pedagogo, Filósofo, Bacharel em Psicologia, Psicanalista; Biólogo com pós-graduação em Microbiologia. Palestrante do Rotary Club, Sieeesp, Aprofem/Abitep, Ecoplan/Sinpeem, Sinpros; Sabesp, GPEC, Rede Marista de Ensino, Universidade Nove de Julho e diversas Secretarias Municipais e Estaduais de Educação em todo o Brasil. Biografia incluída na Wikipédia em educadores brasileiros.

Contato para cursos: [email protected]




Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Dicas Para Atingir O NÍvel De ExcelÊncia Na PrÁtica PedagÓgica - Final
- Diadorim, Riobaldo, Rosebud E Non; Ou LÓgica E Ontologia - Parte Ii
- O Signo
- Filmes Para CapacitaÇÃo Docente - Parte Iii
- Desafios Da Arquitetura Educacional - ConclusÃo
- Marcelo Faz Uma Escolha
- Dicas De Boas Maneiras

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online