PUBLICIDADE

Página Principal : História


Culto à Vargas: A Propagando Política durante o Estado Novo



Em 1941, o governo implantou o Departamento de Imprensa e Propaganda (DPI), como órgão da presidência da Republica para o culto à personalidade de Getulio.

O mais importante veiculo de propaganda utilizado pelo DPI era a Rádio Nacional ? que logo contratou enorme elenco de artistas e alcançou publico incontável. Outros veículos fundamentais utilizados eram os jornais A manhã e A noite, do Rio, A noite, de São Paulo, e o velho O Estado de S. Paulo, todos integrados nas empresas incorporadas ao Patrimônio da União.

Além de todo esse imenso aparelho ideológico de Estado, o DIP contava com a colaboração de eminentes intelectuais como Almir de Andrade, Múcio Leão, Cassiano Ricardo, Orígenes Lessa e diversos outros. Através da Radio Nacional, mobilizava compositores como Lamartini Babo, Ari Barroso, Almirante, Oduvaldo Viana e diversos outras grandes figuras da musica popular.

O Estado novo recrutou também, para seu aparato político, o sistema escolar, através da revisão dos programas, da obrigatoriedade do ensino cívico, dos desportos, do canto coral e de desfiles majestosos, além da edição de livros didáticos, que eram material de propaganda do regime e culto a Getulio Vargas.



Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Evolução Administrativa _ Brasil Colônia
- A Queda Da Bastilha
- Benito Mussolini O Fascismo
- Os Governantes Paulistas Alastrando A Violencia Sobre Todo Os Pais(especial Amazonas)
- Economia De Mercado X Economia Planificada
- Os Governantes Paulistas Alastrando A Violencia Sobre Todo Os Pais(especial Amazonas)
- Tradições Do Natal

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online