PUBLICIDADE

Página Principal : Linguística


A Língua Portuguesa - Parte II



FORMAÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA ? PARTE II

Épocas e Fases

Leite de Vasconcelos divide a história da língua portuguesa em três grandes épocas:
a) a pré-histórica: desde as origens da língua até o século IX. Neste período surgem os primeiros documentos latino-portugueses.
b) a proto-histórica: do século IX ao XII. Os textos que então aparecem comprovam a existência do dialeto galaico-português.
c) a histórica: do século XII até nossos dias. Os textos aparecem redigidos em português.

A época histórica subdivide-se em duas fases:
_ arcaica: do século XII ao XVI;
_ moderna: do século XVI para cá.

Expansão

A língua portuguesa espalhou-se rapidamente por todas as partes do mundo, a partir das grandes descobertas marítimas empreendidas pelos lusitanos.
Hoje, a língua portuguesa é falada nas seguintes regiões:
_ Europa: Portugal, Ilha da Madeira, Açores;
_ América: Brasil;
_ África: Cabo Verde, Guiné, Angola, Moçambique, Zanzibar, Mombaça;
_ Ásia: Goa, Ceilão, Macau, Java, Singapura.

O português no Brasil

Como sabemos, foram os lusitanos que trouxeram para cá a língua portuguesa. Aqui eles encontraram nações indígenas que falavam, na sua maioria, um outro idioma: o tupi.
Os tupis-guaranis foram os primeiros indígenas que entraram em contato com os colonizadores lusos. Por várias razões, pode-se dizer que o índio foi um elemento importante: serviu de guia aos portugueses, ajudou na exploração das riquezas da terra. Houve a miscigenação das raças: mulheres índias casaram-se com portugueses. Desse entrosamento resultou uma forte influência da língua tupi sobre a dos colonizadores.
A partir do século XVIII, com a vinda de numerosas famílias lusitanas, o idioma indígena foi perdendo terreno em relação ao português. Contudo, grande número de palavras tupis permanecem em nosso léxico:
a) denominações geográficas: Aracaju, Botucatu, Canindé, Jaú, Pindorama, Mandaguari, Paraguaçu;
b) nomes de pessoas: Iracema, Jaci, Peri, Juçara;
c) nomes comuns: açaí, ananás, abacaxi, caapora, caipira, paca, carioca, jararaca, catapora, jenipapo, samambaia, saci, urutu, perereca.
Com o tráfico de negros para o Brasil, a nossa língua enriqueceu-se com muitas palavras e expressões de origem africana. Exemplos: angu, candomblé, senzala, vatapá, caruru, quitanda, tanga, cachimbo, etc.
Foram ainda incorporadas ao português do Brasil palavras de origem indígena de outros países da América. Exemplos: canoa, cacau, chocholate, abacate, batata, colibri, mate.
Todas essas influências restringiram-se apenas ao léxico; não interferiram no modo de falar do povo brasileiro.

Superinteressante, n. 6. 1990, o. 56-57.


Veja mais em: Linguística

Artigos Relacionados


- Língua Portuguesa -(dic. Ilustrado)
- A Língua Portuguesa - Parte I
- Novo Manual Didático De Pesquisas
- História Da Língua Portuguesa No Brasil
- O Português Da Gente
- A Lingua Portuguesa E A Unidade Do Brasil
- Reforma Ortográfica

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online