PUBLICIDADE

Página Principal : Linguística


CARACTERÍSTICAS DO BARROCO



CARACTERÍSTICAS DO BARROCO

A literatura barroca é fruto do conflito característico de sua época. Pressionado pela Igreja e pelo racionalismo, o homem perde-se entre dois pólos opostos: Igreja X pensamento renascentista / salvação X pecado / céu X inferno / espírito X carne / fé X razão.
Atormentado por este conflito, o homem produz textos literários com características bastante nítidas. São elas:
1 ? uso de contrastes: as idéias opostas seduzem o barroco; os textos mostram choques entre amor e dor, vida e morte, religiosidade e erotismo, juventude e velhice, etc.
2 ? pessimismo: conflito entre o eu e o mundo. A vida terrena é vista como triste, cheia de sofrimento, enquanto que a vida celestial é luminosa e tranqüila.
3 ? presença de impressões sensoriais: usando seus sentidos, o homem busca captar todo o sentido da miséria humana, ressaltando seus aspectos dolorosos e cruéis.
4 ? preocupação com a transitoriedade da vida: por ser curta, a vida não permite que o homem a viva intensamente, como seria seu desejo.
5 ? intensidade: desejo de expressar as emoções fortes do amor, do desejo e da dor em profundidade, na tentativa de encontrar o sentido da existência humana.
6 ? linguagem complicada, excessivamente trabalhada, através de:
expressões eruditas;
sintaxe rebuscada, com uso freqüente da ordem inversa;
repetições;
paralelismo;
uso abusivo de figuras de linguagem, principalmente antíteses, hipérboles, paradoxos, e metáforas;
uso freqüente de frases interrogativas.
7 ? tentativa de conciliação entre a religiosidade e o racionalismo: há uma constante oscilação entre os dois opostos.
Duas correntes se distinguem na literatura barroca: o cultismo e o conceptismo.

O cultismo

Esse estilo é marcado pela erudição, pelo rebuscamento, pelo uso de inversões brutais e de numerosas figuras de linguagem. Trata-se de uma espécie de jogo de palavras, exageradamente trabalhado quanto à forma.

O conceptismo

Desenvolve-se paralelamente ao cultismo. Definiu-se na primeira metade do século XVII nas obras de grandes escritores: Quevedo, Padre Vieira e Shakespeare. É um estilo fluente, pouco rebuscado, preocupado em expor, através do raciocínio lógico, idéias e conceitos.
Num texto com características conceptistas, há o emprego da linguagem figurada: inversões, antíteses; há jogo de palavras e de idéias.

O Barroco no Brasil

O Barroco é um estilo de época comum a quase toda a Europa. No Brasil, escritores do século XVII e primeira metade do século XVIII seguiram os modelos e padrões europeus.
O estilo Barroco desenvolveu-se inicialmente nas artes plásticas, atingindo sua fase áurea, de modo especial, nos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Rio de Janeiro.
O Barroco brasileiro na literatura tem como marco inicial a publicação da obra Prosopopéia, de Bento Teixeira, em 1601. Essa obra é constituída de 94 oitavas. Nela o autor exalta as qualidades do governador de Pernambuco, Jorge Albuquerque Coelho, e de seu irmão Duarte.
O término desse movimento no Brasil é assinalado com a publicação do livro Obras (1768), de Cláudio Manuel da Costa, introduzindo, assim, o Arcadismo no Brasil.


Veja mais em: Linguística

Artigos Relacionados


- Www.suapesquisa.com/barroco
- Arcadismo
- Literatura E Humanismo
- Padre Antônio Vieira (1608-1697)
- Barroco Brasileiro
- A Arte Barroca
- Quadro Demonstrativo Das Escolas Literarias Em Protugal E No Brasil

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online