PUBLICIDADE

Página Principal : Linguística


Os Nomes do Amor



Para o dicionarista Luft, 1996, p.33, amor é um substantivo masculino que significa ?afeição profunda pela pessoa amada, o zelo e o cuidado?. É uma palavra Polissêmica por apresentar várias acepções inseridas no verbete. Quando usamos um dicionário devemos estar atentos ao contexto semântico que desejamos empregar. Para Carvalho, 2007, p.54:
?Não é tarefa fácil definir o amor. A primeira dificuldade resulta do fato de que é uma palavra polissêmica, por exemplo, em ?amor platônico?, ?amor entre amigos?, ?amor entre pais e filhos?, ?amor entre marido e mulher?, ?amor entre pessoas do mesmo sexo?, ?amor a Deus?, ?amor aos animais?, ?amor à vida?, ?amor ao perigo?, ?amor à verdade?, entre outros exemplos.?

Cada vez que procuramos o sentido da palavra amor, nos deparamos sempre com um sentido ligado a uma carga cultural muito forte, aquele sentido que nos rodeia, que vem da sociedade a qual participamos e herdamos todos os valores. Cada sociedade tem sua forma de pensá-lo, nomeá-lo e dar sentido ao vocábulo. Ainda temos mais variantes quando analisamos o vocábulo pelo plano particular, emocional e individual. Encontramos ainda em Houaiss apud Carvalho, 2007, p.55, definições de amor:
?...verificamos que o amor é definido, por exemplo, como ?atração afetiva? ou física que, devido a certa afinidade, um ser manifesta por outro, forte afeição por outra pessoa, nascida de laços de consangüinidade ou de relações sociais;atração baseada no desejo sexual, afeição baseada em admiração, benevolência ou interesses comuns, dolorosa amizade; força agregadora ou protetiva que sentem os membros dos grupos familiares ou não entre si,devoção afetuoso de vida a Deus por suas criaturas, entre outras definições?.

O verbete ?Amor?
e suas acepções sempre estiveram presentes na relação humana em suas formas mais variantes, os diversos contextos do carinho físico ao sentimento de devoção religiosa. Todo discurso, toda convivência construindo dialetos de vida apresentam essa relação do sujeito com um objeto personalizado e distinto para cada ser. Assim se manifesta em sua significação. Mas todas as significações possíveis chegam à atração do sujeito por um objeto de amor. Essa tônica relação marca o apego humano de forma excessiva ou não. Para Carvalho, 2007, p.56:
?A definição de ?apegar como fazer sentir ou sentir apego?, opera como uma paráfrase de ?capturar ou ser capturado?, que define Poe sua vez o ?amor?. Considerando o apegar como ?fazer aderir a, colar, agarrar-se?; Capellanus apud Carvalho, p.56. ?aquele que ama é um sujeito apegado, atraído pela força do objeto?.

Na Grécia Antiga, a Língua Grega apresentava uma forma escrita para cada tipo de amor. Um nome diferente para cada necessidade. Em Língua Portuguesa só existe um só vocábulo para todas as acepções possíveis de sentido. A diferenciação se dá pelos adjuntos e complementos que o qualificará no contexto. Podemos citar alguns casos:

?AGÁPE? ? Grego Antigo (Amor ligado a Espiritualidade);
(festa dos primitivos cristãos que consistia de uma refeição comum com a qual era celebrado o rito eucarístico ? Houaiss);
?ÁGAPE? ? Português (Amor ligado a Espiritualidade);
(qualquer refeição entre amigos ? Houaiss);
(refeição de confraternização ? Luft);

?STORGE? ? Grego Antigo (Amor Incondicional);
(consistia no amor familiar, pais, filhos, irmãos, primos, tios, avós, mais doação que troca);

?STORGE? ? Português (Não existe O VOCÁBULO, mais existe o AMOR DE IRMÃO);

?FILIÁ? ? Grego Antigo (Amor/ AMIZADE);
(consistia no amor ENTRE AMIGOS, a amizade em português);
(querer bem a quem não é da família - troca);
?FILIÁ? ? Português (Não existe O VOCÁBULO, mais existe A AMIZADE);

?EROS? ? Grego Antigo/Cupido Romano (Amor/ Prazer Sexual) outras palavras ligadas ao amor em latim: amor, dilectio, charitas;
(consistia na troca de prazer);
?EROS?, aportuguesou-se em ?ERÓTICO?? PORTUGUÊS (Amor/ Erótico);
(consistia na atração libidinal ? intenso querer com conjunção carnal);

?PRAGMA? ? Grego Antigo (Prática/Negócio);
(consistia numa forma de amor que prioriza o lado prático das coisas ? o casamento como um contrato de interesses);
?PRAGMA?? Português (De acordo com as formalidades, com a etiqueta);
Amor em Português é uma palavra derivada do latim ?AMOR? e representa todos os significados já citados acima, convém lembrar: compaixão, querer bem, afeição, misericórdia, atração, inclinação, libido, apetite, satisfação, paixão, conquista, desejo. Assim de forma mais simples é toda ligação emocional com alguém, ou com algum objeto que seja capaz de recebê-la, fortalecê-la através de estimulos sensoriais e psicológicos mantendo a ligação e motivando essa relação.
?Eros (Cupido, no panteão romano) era o deus grego do amor. Hesíodo, na sua Teogonia, considera-o filho de Caos, portanto um deus primordial. Além de o escrever como sendo muito belo e irresistível, levando a ignorar o bom senso, atribui-lhe também um papel unificador e coordenador dos elementos, contribuindo para a passagem do caos ao cosmos?.

CARVALHO, Paulo César de. Os Nomes do Amor. Revista Língua Portuguesa. 2007. Ano I. Nº 01, p. 54 - 57. Escala Educacional.


Veja mais em: Linguística

Artigos Relacionados


- Jesus,exemplo De Amor Maior
- Sobre O Amor E As Bandeiras
- O Amor Verdadeiro
- O Amor De Deus!
- Relatividade Da Linguagem
- Sexo, Amor E Espiritismo
- Tradução Da Música This Is Love - Pj Harvey

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online