PUBLICIDADE

Página Principal : História


História do Brasil



Em 22 de abril de 1500, o Brasil foi descoberto por Pedro Álvares Cabral. A partir desse momento, o Brasil passou a ser uma colônia de Portugal.

O período da história entre 1500 e 1530 recebeu a denominação de período pré-colonial. Nessa fase foram mandadas para o Brasil expedições temporárias (exploradoras e guarda-costas). O produto brasileiro que mais interessou o Brasil foi o pau-brasil; corsários de vários países faziam freqüentes ataques ao litoral em busca de madeira.

Somente em 1530 iniciou-se a colonização brasileira, com a expedição de Martim Afonso de Sousa. Trouxeram mudas de cana-de-açucar e fundou a vila de São Vicente. Em 1534, o rei D.João III criou o sistema de capitanias hereditárias, que consistia na divisão do Brasil em lotes e na entrega destes aos donatários. 

 Com o fracasso da maioria das capitanias, foi introduzida uma forma centralizadora de administração: os governos gerais. Os primeiros governadores gerais foram: Tomé de Sousa, Duarte da Costa e Mem de Sá.

O Brasil foi cobiça de vários povos. Houve invasões francesas no Rio de Janeiro e Maranhão. E as invasões holandesas na Bahia e em Pernambuco.

O povo brasileiro foi formado por três grupos étnicos: brancos, negros e índios, e suas respectivas mestiçagens. Do cruzamento entre o branco e o índio resultou o mameluco; entre o branco e o negro, o mulato; e entre o índio e o negro, o cafuzo.

A expansão do território ocorreu a partir de diversos fatores; a pecuária foi um deles. A expansão do gado contribuiu para a ocupação do interior do Nordeste, Vale do rio São Francisco, Goiás e Mato Grosso.

As missões jesuíticas favoreceram a ocupação do Norte e do Sul do país.

As bandeiras, em caça ao índio ou à procura do ouro, contribuíram para a ocupação do Centro-Oeste.

A cana-de-açucar foi a primeira base da economia brasileira. O ciclo açucareiro desenvolveu-se nos séculos XVI e XVII. Após a expulsão dos holandeses de Pernambuco, a economia açucareira do Brasil declinou, devido a concorrência das Antilhas.

A mineração foi o sustentáculo econômico do século XVIII. Essa atividade, iniciada pelos bandeirantes, atraiu uma grande população para a área mineira (Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás). Entre outras coisas, provocou o aparecimento de varias cidades e o deslocamento do eixo econômico do Brasil do Nordeste para o Centro-Sul e a mudança da capital do Brasil de Salvador para o Rio de Janeiro.

A partir do século XVII, com o desenvolvimento do sentimento nativista, manifestou-se a contradição entre portugueses e brasileiros. Disso resultou uma serie de movimentos. O principal deles foi a Inconfidência Mineira, em 1789, que pretendia a libertação do Brasil.

No século XIX, um fato importante veio alterar a vida da colônia: o Rio de Janeiro foi transformado em capital do Império português, com a vinda da família real.

D.João retornou à Portugal e deixou como príncipe regente seu filho D.Pedro.

As cortes portuguesas tentavam de toda maneira levar D.Pedro de volta, a fim de recolonizar o Brasil. Enquanto isso, os brasileiros lutavam pela permanência do príncipe regente. Liderado por José Bonifácio, o ideal brasileiro saiu vencedor e em 07 de setembro de 1822 D.Pedro proclamou a Independência.

? Descobrimento ? Pedro Álvares Cabral;

? Administração ? Capitanias Hereditária e Governo Geral;

? Invasões ? Franceses e holandeses;

? Economia ? Pau-brasil, Açúcar e Mineração;

? 1822 ? Independência.



Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- A Colonização Brasileira
- Dieta Brasileira ? De Onde Vieram O Nosso Arroz E Feijão?
- Capitanias Hereditárias : Começa A Administração Do Brasil Colonial
- Miscigenação No Brasil
- Sinais Da História-8º Ano
- Resultado Das Capitanias Hereditárias: Brasil
- Brasil, 509 Anos

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online