PUBLICIDADE

Página Principal : Linguística


A importância da leitura na primeira infância I



O interesse pelo tema "A importância da Leitura na Primeira Infância", veio de muitos questionamentos verificados no decorrer dos anos de educação no curso superior. Quando, nos deparamos com a falta de recursos pedagógicos para ensinar o aluno aprender a ler, isto é um fato verificável em todos os níveis educacionais.

  A educação infantil é um espaço propício para a iniciação ao mundo letrado, devendo promover experiências significativas com a linguagem oral e a escrita, cuja função e responsabilidade é garantir a todas as crianças o acesso aos saberes linguísticos necessários para o exercício da cidadania. O domínio da língua adquire impôrtancia, enquanto instrumento de comunicações e expressão de idéias, pensamentos, sentimentos, bem como de acesso às informações, construçaõ de visões de mundo e produção de conhecimento.

  Neste sentido, a educação atual necessita assumir seu papel no seio da sociedade, integrando o movimento pela democratização do acesso ao saber a as suas ferramentas de utilização.

  Hoje os alunos já não vêm à escola em busca de um processo de alfabetização. Saber apenas ler e escrever já não representa avanços em relação às demandas sociais e culturais da sociedade moderna e letrada. É necessário saber fazer uso social da leitura e da escrita em seu cotidiano de forma lógica reflexiva e criativa.

   A esse novo processo e produto social dessas práticas chamamos de letramneto. Esse processo exige uma adequação das instituições de ensino acerca do que ensinar e como ensinar. Considerando que nas sociedades  letradas não existe grau zero de letramento, as crianças desde pequenas têm contato com a leitura e a escrita.

  Contudo, cabe à educação escolar ampliar e organizar esses conhecimentos iniciais para que possa permitir, através da leitura e escrita, o acesso às informações e conhecimentos necessários ao pleno desenvolvimento da cidadania. O presente estudo divide-se em três capítulos que dão ênfase a questão da leitura.

  O primeiro capítulo refere-se a história da leitura na educação infantil. Para nós, a leitura é um hábito tão incorporado que parece algo natural, que não depende de problematização ou de reflexão. Mas, se fosse assim, para que discutir o assunto? Para formar leitores precisaríamos apenas tornar nos alunos e alunas o hábito da leitura.

  No segundo capítulo enfocarei concepções escolares da leitura, essa é a questão a ser discutida e focalizada nos aspectos relativos ao funcionamento do trabalho da leitura em sala de aula, que podem contribuir para o problema, aspectos macroestruturais.

  Já no terceiro capítulo darei importância a questão dos métodos de leitura. Muito se tem discutido a respeito da importância da leitura na escola e em casa. O grande desafio é achar caminhos produtivos para que as crianças não somente descubram o prazer mas, também, cresçam nessa longa caminhada.

  O desenvolvimento deste trabalho vem reforçar a importância da leitura na primeira infância. Já que a leitura serve de instrumento na comunicação, a qual deve ser cuidada com muito carinho pelo professor.

   A leitura propicia à criança a aquisição de conhecimentos, formações de hábitos, atitudes e habilidades necessárias para seu crescimento social e cultural, de forma e habitá-la como agente atuante na sociedade em que vive, e está inserido, com tudo isso, tentar problematizar, ou melhor, questionar os processos da produção de leitura no conjunto de reflexões sobre o processo da leitura na sala de aula. Portanto, é preciso haver um incentivo maior à iniciação da leitura e a valorização da autonomia intelectual dos alunos e que, venham contribuir para o fortalecimento dos princípios da leitura infantil dentro do processo educacional, ou seja para que os alunos aprendam a ter frequentemente o hábito de ler. Incentivar e proporcionar elementos para uma postura crítica, pesquisando e apontando as dificuldades, e surgindo alternativas para tentar resolver o problema da ausência de leitura na educação infantil. Pressupondo-se para ampliar a noção de leitura, uma transformação na visão de mundo e também na cultura.  


Veja mais em: Linguística

Artigos Relacionados


- A Família Na Escola:agentes No Incentivo Da Leitura E Na Formação Do Leitor Consciente
- Análise Sobre O Texto ?alfabetização E Letramento? Desafios ...
- Alfabetização E Letramento: Divergências Conceituais
- Distúrbios De Aprendizagem. Uma Abordagem Psicopedagógica
- Leitura, Escrita E Teoria Psicogenética
- Leitura, Escrita, Habilidades Do Ser Humano
- Alfabetização Não é Repetição

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online